JOSÉ ABDELHAY


José Abdelhay, matemático brasileiro, nasceu em São José dos Campos, São Paulo, dia 15 de novembro de 1917 falecendo em 19 de junho de 1996, no Rio de Janeiro, onde residia. Seus pais, Antonio Abdelhay e Chafia Jorge, eram libaneses. Casou-se com a Professora Maria Yolanda de Mello Nogueira, sua aluna na Faculdade Nacional de Filosofia (FNFi), posteriormente aposentada como Professora Titular do Instituto de Matemática da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IM-UFRJ). Do casal, nasceram três filhos: os engenheiros Gilberto e Myriam e o economista Rubens.

Completou o ensino universitário na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Universidade de São Paulo onde concluiu a Licenciatura em Matemática em 1939. Sua carreira universitária como docente iniciou em 1940, como assistente do matemático italiano Gabrielle Mamana, regente da Cátedra de Análise Matemática e Análise Superior do Departamento de Matemática da FNFi.

Para um completo entendimento da contribuição de José Abdelhay ao ensino e à pesquisa na universidade, mister se faz reviver certos fatos marcantes do Departamento de Matemática da FNFi, seu habitat durante toda a vida acadêmica.

De fato, a Universidade do Distrito Federal (UDF) criada em 1935,quando Anísio Teixeira era Secretário de Educação do Distrito Federal, fora extinta em 1939 como consequência de acordo entre o Governo Federal e o Prefeito do Distrito Federal, dando origem à Faculdade Nacional de Filosofia como uma nova unidade da Universidade do Brasil. A FNFi constituia-se dos seguintes departamentos: Matemática, Física, Química, História Natural, Geografia e História, Ciências Sociais, Letras Clássicas, Letras Anglo Germânicas, Filosofia e Pedagogia. Do ponto de vista administrativo, a FNFi organizava-se em departamentos onde localizavam-se os cursos mencionados acima. Cada departamento possuia certo número de cátedras. No Departamento de Matemática havia as Cátedras de Análise Matemática e Análise Superior, Geometria e Complementos de Matemática. A atividade docente voltava-se para o ensino universitário associado à pesquisa básica, atitude herdada da UDF, refletindo a concepção de Anísio Teixeira e outros educadores da época. O Governo Brasileiro para a realização de tais objetivos, contratou vários professores estrangeiros. Para a Cátedra de Análise Matemática e Análise Superior, foi contratado o matemático italiano Gabrielle Mamana que desenvolvia ensino e pesquisa em Matemática Clássica especificamente em Cálculo das Variações, área bem desenvolvida por vários matemáticos italianos. Em 1943 , retornou para a Itália, indicando José Abdelhay para reger em seu lugar a cátedra que ocupava. Como consequência da influência de Mamana, José Abdelhay publicou os trabalhos de pesquisa [1], [2], [3], cf. Sumário.

Em 1945 foi contratado, o matemático português Antonio Aniceto Monteiro com formação e gosto matemático totalmente distinto do de Mamana. Desenvolveu disciplinas e seminários sobre Teoria dos Reticulados e Aplicações, linha de pesquisa que se iniciava. Monteiro iniciou a publicação de uma série de monografias, publicadas pelo Departamento de Matemática, denominada Notas de Matemática. Desta fase consulte-se [12], Sumário.

Durante o ano acadêmico de 1948 permaneceu como visitante do Departamento, o matemático americano A.Adrian Albert, da Universidade de Chicago que lecionou o primeiro curso de Algebra, naquele tempo denominada Algebra Moderna (cf. A. Adrian Albert, Modern Higher Algebra, University of Chicago Press 1937). Nesta ocasião Albert estimulou a vinda ao Brasil do Professor Marshall Stone da Universidade de Chicago que desenvolveu no Departamento uma disciplina intitulada Aneis de Funções Contínuas, estimulante para vários professores e alunos conforme demonstram os progressos realizados na época. Destacam-se desta fase os trabalhos de José Abdelhay [4], [5], [6],[10], cf. Sumário. No [5] o autor caracteriza, em termos de conjuntos ordenados, o espaço de Banach das funções numéricas contínuas em um espaço topológico localmente compacto e nulas no infinito. O [6] é um resultado sobre o espaço de Banach das sucessões numéricas convergentes para zero, o qual se relaciona a existência de base em um espaço de Banach. O [10] é a tese para o concurso da Cátedra de Análise Matemática e Análise Superior que consiste do desenvolvimento de [6] baseado em resultados contidos em outros trabalhos.

Em fins de 1949, foi professor visitante do Departamento, W. Ambrose, professor americano, que desenvolveu durante três meses, um mini curso sobre resultados recentes da teoria de representação de grupos localmente compactos. Desta fase, resultou a referência [8] do Sumário.

Em 1953, o Professor Jean Dieudonné, da Universidade de Paris, ministrou uma disciplina sobre Resultados Recentes da Análise Harmônica redigida por J. Abdelhay, cf.[16]. Desta fase são também os trabalhos [7] e [9].

O Curso de Análise Matemática, [15], [16], [17] contem as lições professadas por José Abdelhay e seus assistentes na FNFi para os cursos de Matemática e Física, durante duas decadas.

Em 1904 apareceu nos Estados Unidos o livro: Elements of the Differential and Integral Calculus de William Anthony Granville (Formely President of Gotemburg College), Percey E. Smith e William Raymond Longley (Professor of Mathematics, Yale University) publicação de Ginn and Company, Chicago, USA. Este texto foi bem recebido por professores e alunos na época tendo sido traduzido para a língua francesa por A. A. M. Salin e publicado em 1939 pela Livraria Vuibert. Esta edição penetrou no Brasil tendo sido indicado para os Cursos de Matemática, Engenharia e Física, por várias decadas,como uma boa coleção de problemas.A publicação [20] é a tradução brasileira do original inglês.

Na segunda metade dos anos 50, prescentia-se que o sistema político vigente no pais estava envelhecido necessitando de uma reformulação profunda. Surgiram então as denominadas reformas de base entre elas a reforma da educação trazendo consigo a reforma universitária. A partir de 1964 o sistema político do país mudou e a Universidade do Brasil foi transformada na atual Universidade Federal do Rio de Janeiro e a FNFi foi extinta. Todos os Departamentos de Matemática da antiga Universidade do Brasil foram incorporados em uma única unidade da UFRJ denominada Instituto de Matemática (IM-UFRJ).

Além de atividades na Universidade, José Abdelhay dedicou-se ao ensino na escola média, ingressando, por concurso público, no ensino técnico do Distrito Federal em 1961, tendo motivado vários alunos a cursar matemática na universidade com o objetivo de se tornarem professores. Foi também professor do Colégio Pedro II, nos anos 1953 e 1954. Desta fase cf. [18].

Participou de várias comissões do MEC, foi redator da Gazeta de Matemática, Portugal (1946-1951); membro da American Mathematical Society (USA), do Círculo Matemático de Palermo (Itália) e Sócio Fundador da Sociedade Matemática de São Paulo.

Foi Chefe do Departamento de Matemática da FNFi e um dos primeiros diretores do Instituto de Matemática da UFRJ, de onde foi também Chefe do Departamento de Álgebra, Análise e Geometria na fase inicial do IM-UFRJ.

Aposentou-se em 1972 como Professor Titular.

Dedicou toda sua vida ao ensino da Matemática contribuindo deste modo para a educação dos nossos jovens, numa época de pioneirismo, com falta de recursos destinados especificamente à pesquisa, superada, entretanto, por sua vocação e seu idealismo.

Ao concluir esta introdução, agradecemos aos amigos: Maria da Graça Araujo Penna, bibliotecária do IMPA-CNPq, pela fundamental colaboração referente às citações bibliográficas deste texto; Ricardo Kubrusly (LNCC-CNPq); Joaquim Pereira Neto (UERJ); Marilene Soares Fernandes de Almeida (Biblioteca IM-UFRJ); Cruz Sonia Caldas (IM-UFRJ); Sergio Palma da Justa Medeiros (COPPE-UFRJ), pela contribuição para o aperfeiçoamento deste livro; ao Alfredo Marques, por suas cartas estimulantes e encorajadoras.

À Neyde Felisberto

À Professora Maria Yolanda Abdelhay, por nos ter auxiliado com vários artigos do arquivo particular do Professor José Abdelhay.

À Lourdinha, pelo auxílio fundamental durante toda a realização deste trabalho, coletando, redigindo, etc...,pela paciência e pelo perdão permanente.

Rio de Janeiro, julho de 1996
Luis Adauto da Justo Medeiros
Alvécio Moreiro Gomes



TRABALHOS DE MATEMÁTICA

OBRA PÓSTUMA

SUMÁRIO

TRABALHOS DE PESQUISA

[1] A Existência de um Teorema de Oscilação para uma Particular Equação Diferencial de Terceira Ordem.-Autovalores - Anais Acad. Brasil. Ci. 14, (1942) 385-409 (Math. Rv.36.OX)

1
[2] Sobre uma Particular Equação de Derivadas Parciais - Anais Acad. Brasil. Ci. 16, (1944) 139-141 (Math. Rv.36.OX).
26
[3] Sobre um Problema de Cálculo das Variações - Anais Acad. Brasil. Ci. 17, (1945) 45-49 (Math. Rv.49.OX).
29
[4] Caracterização dos Espaços Topológicos Regulares e Normais por Meio de Coberturas - Gaz. Mat., Lisboa 9, (1948) no 37-38, 8-9 (Math. Rv.56.OX).

34
[5] On a Theorem of Representation - Bull. Amer. Math. Soc. 55, (1949) 408-417 (Math. Rv.46.3X).
39
[6] Caractérisation de l'Espace de Banach de Toutes les Suites de Nombres Réels Tendant Vers Zéro - C. R. Acad. Sci. Paris 229, (1949) 1111-1112. (Math.Rv.46.3X).

49
[7] Grupes Normés - Revista Científica 2, (1951) 28-32 (Math. Rv.20OX)
51
[8] Representação dos Grupos Localmente Compactos - Revista Científica 3, (1952) no 3-4 3-55 (Math. Rv. 20.OX).
56
[9] Espaços Topológicos de Dimensão Zero- Revista Científica 3, (1952) no 3-4, 61-71. (Math. Rv. 56.OX).
104
[10] Bases para os Espaços de Banach - Tese apresentada à Congregação da Faculdade Nacional de Filosofia para o concurso da Cadeira de Análise Matemática e Análise Superior - Rio de Janeiro, 1950.


112

TRABALHOS DIDÁTICOS

[11] Integral de Lebesgue - Rev. Bras. Est. no 13, ano IV, (1943). 115
[12] Reticulados Vetoriais - Notas de Matemática no3, (1948) 132
[13] Transformações Lineares nos Espaços de Hilbert, 63 pp - Cadernos de Matemática no 1, FNFi (1949)
137
[14] Análise Harmônica - (Curso do Professor Dieudonné no Departamento de Matemática da FNFi), 1952. (Math.Rv. 20.0X)
141
[15] Curso de Análise Matemática, Vol.I, 232 pp - Departamento de Matemática da FNFi, 2a Ed. 1953 (Math. Rv.26.1X)
145
[16] Curso de Análise Matemática, Vol.II, 280 pp - Departamento de Matemática da FNFi, 2a Ed. 1953 (Math. Rv. 26.1X).
154
[17] Curso de Análise Matemática, Vol.III, 287 pp - Editora Científica, 1955.
159
[18] Matemática para os Candidatos às Escolas Superiores, 214 pp - Editora Científica, 1956.
166
[19] A Integral de Lebesgue - Departamento de Matemática , FNFi, Rio de Janeiro, 1954.
171

TRADUÇÃO

[20] W.A.Granville, P.F. Smith, W.R. Longley, Elementos de Cálculo Diferencial e Integral, Editora Científica, Rio de Janeiro, 1961.
174


ORGANIZAÇÃO GRÁFICA: Lourdes M.Palma Medeiros
IMPRESSÃO: Gráfica IM/UFRJ