Beatriz Rocha Pereira das Neves

(1935-1986)

Conheci Beatriz em 1954, como minha aluna no Curso de Matemática da saudosa Faculdade Nacional de Filosofia da extinta Universidade do Brasil. Naquele ano lecionava eu a disciplina Análise Matemática, seguindo o livro do Professor José Abdelhay: Curso de Análise Matemática - FNFi - 1950. Note-se que não se tratava de uma disciplina trivial para estudantes que vinham da escola média, mesmo daquela boa escola média que havia na época. Naquelas turmas encontrava-se, com frequência, excelentes alunos que além de Beatriz, posso lembrar, na mesma turma, da Isolda, do Arnaldo e do Normando. Os quatro concluiram o Curso de Matemática com as naturais dificuldades.

Concluindo sua graduação obteve bolsa de iniciação científica do CNPq, cujo valor meramente simbólico, atraia apenas aqueles com gosto pelos estudos. Como bolsista frequentou um curso no IMPA situado, na época, à Rua São Clemente - sobre o livro de Análise Complexa do Ahfors, por mim ministrado; saiu-se muito bem.

Supunha eu, continuaria seus estudos em busca de uma real formação matemática, quando regressando do CNPq, ao reencontrá-la tempos depois, surpreendi-me com a informação de que teria que parar de estudar pois necessitava afastar-se do Rio de Janeiro. Tratava-se, de fato, de uma impossibilidade, de uma imposição de seu plano de vida. Abandonou o que vinha fazendo com sucesso. Deste dia em diante, perdi-a de vista.

No decorrer de 1969, Beatriz procurou-me na Rua Luiz de Camões - no IMPA - onde, então, eu trabalhava. Tendo retornado aos estudos havia alguns anos sob a orientação do Professor Constantino Menezes de Barros da Universidade Federal Fluminense, pretendia fazer a pós-graduação no IMPA, tendo obtido para isso uma bolsa no CNPq. Desejava que eu a orientasse. Conhecendo seu potencial intelectual, aceitei.

Pouco depois, imperioso foi que eu me afastasse do IMPA. No entanto ela permaneceu naquela instituição, onde concluiu seu Mestrado em 1970.

Novamente perdi Beatriz de vista, uma vez que saindo do IMPA, fui trabalhar no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas e, posteriormente no Instituto de Matemática da UFRJ.

Em 1972, obtive uma bolsa de estudos do Governo Francês para estagiar na Universidade de Paris VI, trabalhando com o Professor Jacques Louis Lions. Casualmente encontrei Beatriz, que estava em Paris, estudando sob a orientação da Professora Libermann, por indicação do Professor Constantino. Devido a divergências com o orientador, resolveu retornar ao Brasil mesmo sem ter completado seus estudos ao nível de doutorado.

Naquela época, iniciava-se uma pós-graduação no IMURJ, com origens na COPPE, organizada pelo Professor Guilherme De La Penha. Consultei-lhe, bem como ao Professor Constantino, sobre a possibilidade de levá-la para o IMURJ, como minha aluna de doutorado. Após a concordância de ambos, fiz a proposta , tendo sido aceita. Assim, foi Beatriz admitida na Pós-Graduação do IM-UFRJ. Deste modo como aluna do IMURJ, cursou as disciplinas e fez o seu exame de qualificação em tempo normal, restando apenas o trabalho que conduziria à tese de doutorado.

Em 1975 participei de uma reunião em Trieste na Itália, denominada "On Mathematical and Numerical Methods on Fluid Dynamic", quando tive oportunidade de ouvir várias exposições do Professor T. Brooke Benjamin sobre mecânica dos fluidos, particularmente, sobre um modelo matemático de ondas unidimensionais, que substituia o de Kortewaq de Uries. Tivemos oportunidade de conversar várias vezes sobre o tratamento matemático do modelo, o que continuei a fazer quando retornei ao Rio. Sobre este modelo, concluí com G.Perla Menzala uma primeira informação publicada em SIAM J. of Mathematical Analysis, Vol.8, no 5, 1977 e com M.Milla Miranda J. of Mathematical Analysis and App. Vol. 59, July 1977. A unificação dos resultados foi feita por Beatriz, comunicada em C.R.A.Sc. de Paris 1975, Science du 16 juin, sob o título, "Sur un probléme non lineaire d'Evolution", que constituiu sua tese de doutoramento no IM-UFRJ. Este resultado foi melhorado, tendo ela feito conferências em Roma, na Itália e no Seminário Brasileiro de Análise, em São Paulo. Os resultados mencionados aparecem comentados na bibliografia de R.W.Carrol - R.E.Schowalter. Singular Degenerate Cauchy Problems - Academic Press N.Y. 1976.

Anteriormente trabalhávamos juntamente com ela na regularidade de soluções fracas para equações hiperbólicas não lineares em domínios não cilíndricos. Os resultados foram publicados em Atas da Reunião de Análise Funcional - Campinas 1973, editado por Djairo G. Figueiredo, na Marcel Decker Ed. Há um resultado seu sobre comportamento assintótico de um problema não linear publicado nas Atas do Seminário Brasileiro de Análise.

Estes são apenas alguns flashes de um período que tive estreitas ligações profissionais com Beatriz e representam uma mostra de conclusões positivas que alcançou.

Mais tarde, instada para participar da administração do IM-UFRJ, sentiu-se atraída pela idéia e veio a ocupar várias posições na direção do IM. Sempre procurava retornar ao trabalho de investigação científica, porém, sem o tempo necessário para tal.

Provavelmente, alguns poderão pensar que perdeu a direção de sua verdadeira vocação - o estudo. Mas "em todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas; serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada", como diz Vinícius, seu poeta predileto.

Ao completar esta crônica de saudade sobre Beatriz, sei que dado o seu espírito desprendido, alegre e sentimental, provavelmente gostaria que em troca do que foi dito eu lhe oferecesse um canto e flores. O canto não posso oferecer pois não sei fazê-lo. Quanto às flores, peço-lhe perdão por não me ter sido possível levá-las no adeus final de sua despedida.

Luis Adauto Medeiros