26 04 im alumniV8
22 11 im fatiado face
22 11 im fatiado twitter
22 11 im fatiado youtube
22 11 im fatiado gmail
22 11 im fatiado brazil
22 11 im fatiado england
22 11 im fatiado spain

13 07 IM Noticia ColóquioData: 22/07/2021

Programação

14:00 - 15:00: José Heleno Faro (Insper) - Dynamically Consistent Objective and Subjective Rationality

15:20 - 16:20: Marcelo Cunha Medeiros (PUC-Rio) - Counterfactual Analysis with Artificial Controls: Inference, High Dimensions and Nonstationarity

Local: Transmissão online.

Confira AQUI o link para a transmissão

ID para telefone: +1 316-778-8055
PIN de acesso: 534 154 505#

Palestras

Dynamically Consistent Objective and Subjective Rationality
Palestrante: José Heleno Faro (Insper)

A group of experts, for instance climate scientists, is to choose among two policies f and g. Consider the following decision rule. If all experts agree that the expected utility of f is higher than the expected utility of g, the unanimity rule applies, and f is chosen. Otherwise, the precautionary principle is implemented and the policy yielding the highest minimal expected utility is chosen. This decision rule may lead to time inconsistencies when an intermediate period of partial resolution of uncertainty is added. We show how to coherently reassess the initial set of experts' beliefs so that choices become dynamically consistent: new beliefs should be added until on obtains the smallest "rectangular set" that contains the original one. Our analysis offers a novel behavioral characterization of rectangularity and a prescriptive way to aggregate opinions in order to avoid sure regret.

Counterfactual Analysis with Artificial Controls: Inference, High Dimensions and Nonstationarity
Palestrante: Marcelo Cunha Medeiros (PUC-Rio)

Recently, there has been growing interest in developing statistical tools to conduct counterfactual analysis with aggregate data when a single "treated" unit suffers an intervention, such as a policy change, and there is no obvious control group. Usually, the proposed methods are based on the construction of and artificial counterfactual from a pool of "untreated" peers, organized in a panel data structure. In this paper, we consider a general framework for counterfactual analysis for high-dimensional, nonstationary data with either deterministic and/or stochastic trends, which nests well-established methods, such as the synthetic control. We propose a resampling procedure to test intervention effects that does not rely on postintervention asymptotics and that can be used even if there is only a single observation after the intervention. A simulation study is provided as well as and empirical application.

Contatos

Americo Cunha (UERJ) - americo@ime.uerj.br
Augusto Q. Teixeira (IMPA) - augusto@impa.br
Evaldo M. F. Curado (CBPF) - evaldo@cbpf.br
Leandro P. R. Pimentel (UFRJ) - lprpimentel@gmail.com
Maria Eulália Vares (UFRJ) - eulalia@im.ufrj.br
Nuno Crokidakis (UFF) - nuno@mail.if.uff.br
Simon Griffiths (PUC-Rio) - simon@mat.puc-rio.b

Mais informações sobre o nosso colóquio COLMEA, inclusive sobre todos os encontros anteriores podem ser encontradas AQUI.

14 05 im noticia colmeaData: 20/05/2021

Programação

15:00: Rodrigo Marinho de Souza (IST - Lisboa) - Convergência fina de sistemas de partículas

15:30: Mariela Pentón Machado (IME-USP) - O processo de contato com dois tipos de partículas e prioridade

16:00: Daniel Ungaretti (IME-USP) - Processo de Contato com Renovações: transição de fase e sobrevivência

16:30: Pausa

17:00: Letícia Mattos (IMPA) - Teoria de Ramsey em grafos aleatórios: Ciclos e cliques

17:30: Leonardo Gonçalves de Oliveira (PUC-Rio) - Desvios moderados do número de triângulos no grafo aleatório G(n, m)

Local: Transmissão online.

Confira AQUI o link para a transmissão

ID da reunião: 998 8601 5974
Senha de acesso: 574437

Palestras

Convergência fina de sistemas de partículas
Palestrante: Rodrigo Marinho de Souza (IST - Lisboa)

A ideia deste seminário é mostrar como o método da entropia relativa de Yau pode ser utilizado para analisar o tempo necessário para que a lei de uma cadeia de Markov irredutível se aproxime da sua medida estacionária. Para explicar a ideia, utilizaremos o processo de exclusão simples no intervalo discreto, com reservatórios que injetam/destroem partículas na fronteira. Baseado em trabalho conjunto com Patrícia Gonçalves, Milton Jara e Otávio Menezes.

O processo de contato com dois tipos de partículas e prioridade
Palestrante: Mariela Pentón Machado (IME-USP)

Nesta palestra estudaremos o processo de contato com dois tipos de partículas e prioridade. Neste processo existem dois tipos de partículas, 1 e 2, que se propagam com a mesma taxa supercrítica e morrem com taxa 1. As partículas de tipo 1 podem ocupar qualquer sítio em (−∞, 0] que esteja vazio ou ocupado por uma partícula de tipo 2 e, de forma análoga, partículas de tipo 2 podem ocupar qualquer sítio vazio ou ocupado por uma partícula de tipo 1 em [1, ∞). Discutiremos dois resultados, o primeiro referente ao comportamento metaestável do processo e o segundo estabelece a convergência em distribuição do processo em volume infinito.

Processo de Contato com Renovações: transição de fase e sobrevivência
Palestrante: Daniel Ungaretti (IME-USP)

O Processo de Contato modela a disseminação de uma infecção em um grafo. O estado de cada vértice pode ser infectado ou saudável e muda com o tempo: vértices infectados ficam saudáveis com taxa 1 e vértices saudáveis são infectados com uma taxa que é proporcional a quantos de seus vizinhos estão atualmente infectados. Em dois artigos recentes, Fontes, Marchetti, Mountford e Vares introduziram uma generalização do modelo em que as curas ocorrem segundo processos de renovação com uma distribuição entre chegadas fixada. Discutirei como a escolha da distribuição entre chegadas afeta a disseminação, apresentando resultados de um trabalho com Luiz Renato Fontes, Tom Mountford e Maria Eulália Vares.

Teoria de Ramsey em grafos aleatórios: Ciclos e cliques
Palestrante: Letícia Mattos (IMPA)

Dizemos que um grafo G é Ramsey para (F, H) se em toda coloração das arestas de G com vermelho e azul podemos encontrar uma cópia vermelha de F ou uma cópia azul de H. Em 1997, Kohayakawa–Kreuter conjecturaram o valor do threshold para a propriedade em que o grafo aleatório G(n, p) é Ramsey para (F, H). Nessa breve apresentação, esboçaremos a prova da conjectura de Kohayakawa–Kreuter no caso em que F é um ciclo e H é um clique. Baseado em um trabalho conjunto com Anita Liebenau, Walner Mendonça e Jozef Skokan.

Desvios moderados do número de triângulos no grafo aleatório G(n, m)
Palestrante: Leonardo Gonçalves de Oliveira (PUC-Rio)

Nesse trabalho, discutimos a contagem de triângulos no grafo aleatório de Erdos-Rényi G(n, m). Consideramos o caso esparso, em que a densidade t := m/n (n2) satisfaz n -1/2 2√log n < t <1.Calculamos a probabilidade da ocorrência de desvios moderados, ou seja, com ordem entre o desvio padrão e a média, no número de triângulos. Também obtemos os resultados correspondentes no modelo G(n, p). Esse trabalho estende os resultados obtidos por Goldschmidt, Scott e Griffiths, que obtiveram cotas no caso denso. Baseado em trabalho conjunto com José D. Alvarado e Simon Griffiths.

Contatos

Americo Cunha (UERJ) - americo@ime.uerj.br
Augusto Q. Teixeira (IMPA) - augusto@impa.br
Evaldo M. F. Curado (CBPF) - evaldo@cbpf.br
Leandro P. R. Pimentel (UFRJ) - lprpimentel@gmail.com
Maria Eulália Vares (UFRJ) - eulalia@im.ufrj.br
Nuno Crokidakis (UFF) - nuno@mail.if.uff.br
Simon Griffiths (PUC-Rio) - simon@mat.puc-rio.b

Mais informações sobre o nosso colóquio COLMEA, inclusive sobre todos os encontros anteriores podem ser encontradas AQUI.

09 12 im noticia colmeacoloquioO próximo encontro será realizado no 17 de dezembro (quinta-feira) com início às 14 horas, utilizando o software Google Meet. Na ocasião teremos as palestras de Leila Lobato Graef (UFF) e Nelson Pinto Neto (CBPF) que nos oferecerão um panorama do tema ligado ao prêmio Nobel de Física neste ano.

Clique AQUI para acessar a transmissão. 
Para participar por telefone, disque +1 331-256-7265 e digite este PIN: 729 914 272

PROGRAMA

Tema: Um panorama dos Prêmios Nobel de Cosmologia e Gravitação: de 1978 ao horizonte de eventos
Palestrante: Leila Lobato Graef (UFF)

Resumo: A área de Cosmologia e Gravitação tem tido um grande avanço nas últimas décadas. Experimentos importantes têm fornecido dados capazes de testar modelos teóricos com precisão nunca antes vista. A importância destes avanços tem tido o reconhecimento da comunidade científica, o que se refletiu também no número crescente de prêmios Nobel na área. Neste seminário farei um resumo histórico dos avanços em Cosmologia e Gravitação com especial ênfase à física da Radiação Cósmica de Fundo e dos Buracos Negros, temas associados aos trabalhos que resultaram nos prêmios de 2019 e 2020, respectivamente.

Tema: O Prêmio Nobel em Física de 2020: iluminando o que é impossível de iluminar
Palestrante: Nelson Pinto Neto (CBPF)

Resumo: O prêmio Nobel de 2020 contemplou a "descoberta de que a formação de buracos negros é uma previsão robusta da Teoria da Relatividade Geral" e a "constatação observacional da existência de um objeto compacto supermassivo no centro da nossa galáxia". Essas duas informações indicam que, muito provavelmente, o centro da nossa galáxia contém um imenso buraco negro. Nesse seminário, vamos discutir as propriedades intrigantes desses objetos misteriosos, e como o trabalho árduo, inventivo e persistente, tanto teórico quanto observacional, dos cientistas laureados mostrou que essas entidades enigmáticas não são apenas parte da abstração teórica de alguns físicos e do imaginário popular, mas objetos reais que povoam nosso Universo.

26 02 IM Noticia2Programação

Data: 04/03/2021

14:10 - 15:20: Antonio Donato Nobre (INPE)
Florestas, rios aéreos e a bomba biótica de umidade: a física como aliada no combate ao negacionismo

15:30 - 16:40: Ricardo Magnus Osório Galvão (IF-USP)
Aquecimento global e Floresta Amazônica

Transmissão online: O encontro se dará no Youtube, acesse AQUI o link.

Palestras

Florestas, rios aéreos e a bomba biótica de umidade: a física como aliada no combate ao negacionismo
Palestrante: Antonio Donato Nobre (INPE)

Quando o público não compreende o que os cientistas falam, surgem perigosos campos obscuros de ignorância, situações não raro aproveitadas por negacionistas para semear mentiras que promovem a anti-ciência. Adquirimos em nosso grupo alguma experiência na construção de narrativas para a popularização de importantes conceitos científicos via estimulação lúdica ou imaginativa. Surpreendentemente, a melhor aliada que encontramos nessa jornada foi justamente a física, a mais fundamental e intuitiva física. O senso comum, que tende a ser impermeável a rendições numéricas, estatísticas ou outras elaborações complicadas da realidade, parece ser pré equipado para entender conceitos físicos baseados em leis naturais. Basta para tanto que os conceitos físicos sejam embebidos em causos que façam sentido lógico. Invocar autoridade científica, sem percorrer essa trajetória de simplificação fundamentada e inspirada, tende a alienar quem não tem credenciais, ou seja, todos que não pertencem aos círculos dos iniciados. Vou contar um pouco dessa historia, um pouco das controvérsias dentro do âmbito científico, e de como a física fundamentada nas leis da natureza no final sempre vence

Aquecimento global e Floresta Amazônica
Palestrante: Ricardo Magnus Osório Galvão (IF-USP)

As evidências de crescimento da taxa de aquecimento da temperatura média da Terra, alcançando cerca de 0,18◦C por década, a partir de 1970, são substanciais. Embora questionado por alguns cientistas, a grande maioria dos climatologistas atribui esse efeito ao mecanismo de Arrhenius-Callendar, baseado no aumento da emissão de gás carbônico para a atmosfera desde a revolução industrial. Uma das ferramentas mais eficazes para reduzir a concentração de CO2 na atmosfera é através do sequestro de carbono pelas florestas tropicais, em particular pela Amazônica. Nesta palestra, após uma breve introdução sobre o aquecimento global, discutirei a questão da preservação e monitoramento da floresta Amazônica, com base em alguns trabalhos recentes publicados por cientistas brasileiros.

Contatos

Americo Cunha (UERJ) - americo@ime.uerj.br
Augusto Q. Teixeira (IMPA) - augusto@impa.br
Evaldo M. F. Curado (CBPF) - evaldo@cbpf.br
Leandro P. R. Pimentel (UFRJ) - lprpimentel@gmail.com
Maria Eulália Vares (UFRJ) - eulalia@im.ufrj.br
Nuno Crokidakis (UFF) - nuno@mail.if.uff.br
Simon Griffiths (PUC-Rio) - simon@mat.puc-rio.br

Mais informações sobre o COLMEA, inclusive sobre todos os encontros anteriores podem ser encontradas AQUI.

 

Programação

14:00h - 15:10h: Lucas Martins Stolerman (UCSD)
Análise de estabilidade em um modelo de reação-difusão para agregação de proteínas

15:10h - 16:20h: Renato Soares dos Santos (UFMG)
Concentração de massa no modelo parabólico de Anderson

Transmissão online: O encontro se dará no GoogleMeet através do link: https://meet.google.com/xcu-cwxy-cyb

Instruções: Para participar por telefone, disque 1 405-646-0527 e digite este PIN: 365 124 928

Palestras

Análise de estabilidade em um modelo de reação-difusão para agregação de proteínas
Palestrante: Lucas Martins Stolerman (UCSD)

Proteínas regulam diversos processos celulares quando se agregam na membrana de uma célula. Além disso, a difusão dos aglomerados de proteínas promove distribuições espaciais heterogêneas que são essenciais para o bom funcionamento celular. Portanto, compreender os padrões espaciais que podem surgir via reação-difusão é um passo importante para uma descrição completa dos mecanismos de agregação de proteínas na superfície celular. Neste trabalho, investigamos a formação de padrões em um sistema de complexos do tipo ligante-receptor. Neste sistema, o ligante no interior da célula pode se conectar a receptores na membrana e os complexos resultantes não apenas se difundem, mas também podem formar aglomerados. Finalmente, os aglomerados de maior tamanho recrutam mais ligantes do interior celular, criando assim feedback positivo. Do ponto de vista teórico, fornecemos estimativas para instabilidades induzidas por difusão com base no famoso mecanismo proposto por Alan Turing em 1952. Nosso principal resultado é um fenômeno de limiar, no qual um recrutamento suficientemente alto de ligantes conduz a formação de um em estado estacionário com uma única região de alta concentração de proteínas.

Concentração de massa no modelo parabólico de Anderson
Palestrante: Renato Soares dos Santos (UFMG)

Consideramos a solução positiva da equação do calor com potencial aleatório multiplicativo na rede d-dimensional e condição inicial localizada na origem. Discutiremos do ponto de vista geométrico o conhecido fenômeno de intermitência, segundo o qual a massa total da solução se concentra assintoticamente para tempos grandes em "ilhas'' relativamente pequenas e bem separadas espacialmente. Abordaremos também extensões do modelo e interpretações em termos de genética populacional.

Topo